Cruzeiro planeja atingir 25 mil sócios em 2012

Clube apresentou primeiro plano de associação sem ingresso incluso

Clube apresentou primeiro plano de associação sem ingresso incluso

Com a reinauguração do estádio Independência, prevista para o fim de março próximo, o Cruzeiro começa a dar sinais mais sólidos do plano de associação prometido desde a temporada passada. A primeira modalidade de adesão sem garantia de lugar no estádio, ainda indisponível para comercialização, foi apresentada, e o objetivo é ter 25 mil filiados já em 2012.

Denominado “Cruzeiro Sempre”, o plano custa R$ 25 mensais e dá direito a preferência na compra de entradas, entre outros benefícios. Assim, ele possui uma bilheteria restrita a associados, cuja abertura acontece antes da regular, e a possibilidade de comprar tíquetes por meio da internet. A aquisição também passa a poder ser feita com cartões de débito ou crédito.

Para iniciar as vendas, ainda faltam alguns detalhes, como definir qual será a operadora de cartões que irá trabalhar em conjunto com o clube. Há negociações em andamento com a Cielo, algo que permitiria ao Cruzeiro operar com bandeiras como Visa e Mastercard.

A meta de 25 mil sócios, inclusive, é tida como modesta pela cúpula cruzeirense. “Nós acreditamos que há uma demanda reprimida muito grande, e tem um gatilho que dispara com muita facilidade, que é o da performance dentro de campo”, diz Marcone Barbosa, diretor de marketing do Cruzeiro. Caso o time chegue às fases decisivas do Campeonato Mineiro e da Copa Kia do Brasil, segundo ele, o objetivo se tornará mais próximo.

O programa de sócios-torcedores do clube celeste é um dos pontos fracos em comparação ao resto do país. Junto a Atlético-MG e América-MG, o Cruzeiro não pôde lançar uma iniciativa similar nos últimos dois anos devido ao fechamento do Mineirão. Como a associação tem como principal benefício o acesso facilitado ao estádio em dias de jogos, a reabertura do Independência era fundamental.