Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Cultura local deve guiar show no Arruda

Cultura local deve guiar show no Arruda

Gustavo Franceschini em São Paulo - SP Publicado em 21/01/2009, às 08h00 - Atualizado às 10h00

A reinauguração do estádio Arruda, que aconteceu no último fim de semana, foi marcada por uma série de eventos nas dependências do clube e, principalmente, shows para a torcida, que compareceu em peso. Para aproveitar o momento de empolgação do público, o Santa Cruz prepara a seqüência dos espetáculos privilegiando a cultura local. ?Existe uma expectativa de que possamos aproveitar essa paixão que existe. Agora, não podemos fazer o evento que nós fizemos em todos os jogos. Nós queremos alguns nomes específicos, sem a concepção de show. E sempre trabalhando as características da região?, disse Nivaldo Brayner, diretor de marketing do clube. O primeiro nome nos planos do Santa Cruz é o de Naná Vasconcelos, percussionista pernambucano famoso por comandar 600 músicos na abertura extra-oficial do carnaval na região. O astro local pode fazer uma apresentação no gramado do Arruda antes de algum confronto do Campeonato Estadual. Nas próximas exibições, outras manifestações culturais típicas de Pernambuco devem ganhar espaço. Maracatu, mangue beat, forró e até a festa junina podem ser ?escolhidas? pelo departamento de marketing. ?O importante para a gente é valorizar o local. Não queremos imitar Barretos, trazer [a dupla sertaneja] Bruno e Marrone para cá, porque não combina. Não é bairrismo, só queremos nos apropriar dessa cultura única?, concluiu Brayner.