Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

DAZN Alemanha compra direitos da Copa do Mundo Feminina

Streaming exibirá 26 jogos ao vivo do Mundial, prometendo cobertura completa da seleção alemã

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 31/05/2019, às 07h28 - Atualizado às 10h28

Imagem DAZN Alemanha compra direitos da Copa do Mundo Feminina

O DAZN anunciou um acordo exclusivo para o território alemão que vai levar para o streaming a transmissão das partidas da seleção local na Copa do Mundo Feminina, que começa no próximo mês e será realizada na França.

A empresa de streaming fechou um acordo de sublicenciamento de direitos com a agência SportA, que negocia em nome das emissoras públicas ARD e ZDF. Com o negócio, o DAZN exibirá ao vivo 26 partidas da competição, entre elas todos os jogos da Alemanha. Além disso, todos os jogos a partir das quartas de final estarão disponíveis na plataforma.

O negócio também prevê que os melhores momentos das 52 partidas da Copa do Mundo estarão disponíveis no Spox e no Goal.com, plataformas que também são gerenciadas pelo Grupo DAZN. Haverá ainda um pacote de melhores momentos exclusivo para as redes sociais.

Durante a fase de grupos e as oitavas de final, o DAZN vai também transmitir um jogo por dia, além de entrevistas exclusivas e conteúdos criados para serem distribuídos pelas plataformas do grupo.

"Com esse nível de interesse pelo campeonato nunca visto antes, estamos dados aos torcedores na Alemanha uma cobertura extensiva por meio de nossas plataformas (DAZN, Spox e Goal.com), assim eles não vão perder nenhum lance. Queremos produzir conteúdos em todas as plataformas para aproximar os fãs das grandes estrelas", afirmou em comunicado James Rushton, diretor comercial do DAZN.

Para o executivo, a chegada da Copa do Mundo é um trunfo para a empresa na Alemanha, onde detém desde 2016 direitos exclusivos da Champions League.

"O campeonato, que tem EUA, Alemanha e Inglaterra entre os favoritos, aparentemente vai aumentar a barreira para o futebol feminino e será para nós uma grande aquisição em nossa oferta de futebol internacional".