Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

DAZN muda acordo e vira sócio da J-League no Japão

Novo modelo faz com que plataforma de streaming deixe de pagar pelos direitos de transmissão

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 25/08/2020, às 14h57

Imagem DAZN muda acordo e vira sócio da J-League no Japão

O DAZN e a liga de futebol japonesa, a J-League, anunciaram a mudança em seu contrato de parceria, que também foi estendido até 2028.

Nesse novo modelo, a liga não receberá mais um valor fixo referente à cessão dos direitos de mídia e passará a ser sócia no lucro do DAZN dentro da operação. Segundo a empresa, o acordo é inspirado pelo amadurecimento do modelo comercial entre as gravadoras e os serviços de streaming de música on-line e, como visto há vários anos na indústria da música, beneficia todas as partes envolvidas.

Novo acordo entre DAZN e J-League foi baseado no modelo de negócios da música - Foto: Divulgação/J-League

Financeiramente, o acordo reestruturado vê a J-League receber uma taxa de direitos ligeiramente reduzida de JA¥223,9 bilhões (US$2,1 bilhões, aproximadamente R$15,76 bilhões) em 12 anos, em comparação a JA¥210 bilhões (US$1,97 bilhões, cerca de R$ 11,05 bilhões) em dez anos, mas o acordo apresenta um modelo de participação nos lucros baseado em incentivos que, segundo o DAZN, poderia aumentar ainda mais o valor do contrato.

“Esse novo acordo com a J-League nos aproxima por meio de uma parceria inovadora e mais profunda que redesenha o que um acordo moderno deveria ser”, disse James Rushton, CEO do DAZN Group.

“Nós estamos orgulhosos de apresentar essa proposta ‘risco-recompensa’ com a J-League que irá expandir a nossa parceria, apoia prosperidade múltipla e marca um novo padrão para a indústria do esporte,” completou Rushton.

O chairman da J-League, Mitsuru Murai explicou o motivo de aceitar a mudança, aumentando os riscos do negócio para os clubes.

“A liga e o DAZN vêm trabalhando juntas para superar os desafios que a Covid-19 impôs. Hoje, com a confiança de que iremos crescer juntas, nós fortalecemos essa parceria”, afirmou o executivo.