Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Eleição atrasa patrocínio e novo estádio

Eleição atrasa patrocínio e novo estádio

Redação em São Paulo - SP Publicado em 12/12/2008, às 08h00 - Atualizado às 10h00

Em tempos de crise financeira, a renovação de patrocínios é prioridade na grande maioria dos clubes brasileiros, assim como o andamento da construção de um novo estádio, a poucos anos da Copa do Mundo de 2014. No Sport, a situação não é diferente, mas a proximidade das eleições presidenciais está atrasando todos os processos na Ilha do Retiro. O pleito está marcado para a próxima terça-feira, e está sendo marcado por uma das disputas políticas mais ferozes dos últimos tempos. Milton Bivar, atual presidente, desistiu de concorrer a eleição e disputará a liderança do Conselho Deliberativo. Seu atual vice-presidente Sílvio Guimarães será candidato ao posto máximo da agremiação. Do outro lado, o duelo fratricida fica exposto com a chapa da oposição formada por três ex-presidentes, Homero Lacerda (que encabeça a proposta), Wanderson Lacerda e Luciano Bivar, irmão de Milton. Dentro do panorama conturbado, as negociações com a fabricante de cimento Nassau foram adiadas, depois de estarem perto de um fim em novembro. ?Todos os contratos estão vencendo agora em dezembro. Só que a questão eleitoral retardou um pouco. Nós estávamos perto de renovar, com uma proposta, em termos de número, sendo atendida?, disse Carlos Frederico, vice-presidente de marketing do Sport. O desenvolvimento do projeto de uma nova Ilha do Retiro, nos moldes da nova arena Palestra Itália e também com a WTorre, ficou pelo caminho. O plano arquitetônico ainda precisa ser fechado, para depois passar, nessa ordem, pelo crivo da Prefeitura de Recife e do Conselho Deliberativo. Depois de tudo isso, a proposta seria encaminhada ao Governo de Pernambuco, que poderia, ou não, incluí-la na candidatura à sede da Copa de 2014. ?Está muito em cima sim. O que agrava é, de novo, a eleição do clube. Eticamente, o atual presidente preferiu aguardar o desfecho em vez de acelerar o processo. Mas eu acho que ainda tem volta, porque várias cidades também estão atrasadas, assim como a própria candidatura?, concluiu.