Eletrobras busca ideias de ativação no Jogo das Estrelas

Executivos de Furnas foram buscar ideias para usar no futebol carioca - Crédito Luis Freitas / LNB

Executivos de Furnas foram buscar ideias para usar no futebol carioca - Crédito Luis Freitas / LNB

A Eletrobras é patrocinadora da Liga Nacional de Basquete (LNB) desde a concepção da entidade, em 2008, mas veio ao Jogo das Estrelas de 2012, organizado na cidade de Franca, muito mais para aprender sobre ativação do que propriamente ativar os R$ 2,15 milhões anuais investidos. Executivos pertencentes ao marketing da Furnas, uma das unidades da holding, estiveram no evento para buscar ideias.

A companhia, por meio de Furnas, faz patrocínios ao futebol carioca. Placas publicitárias, tapetes e camarote no estádio Engenhão são algumas das propriedades adquiridas no Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. O foco continuará no futebol, pelo menos no que diz respeito a essa empresa em específico, mas o evento de basquete chamou a atenção deles para que exemplos de ativação fossem buscados.

Na manhã da última sexta (9), primeiro dia de evento, a Eletrobras levou jogadores para a usina de Furnas para não passar totalmente em branco. Durante o confronto entre NBB Brasil e NBB Mundo, na manhã deste sábado, convites para um passeio à usina foram sorteados pelos animadores contratados pela Liga Nacional de Basquete (LNB), sem empolgar muitos gritos nem o interesse da torcida.

Em paralelo, a Netshoes, cujo aporte é inferior ao da companhia de energia elétrica (R$ 550 mil anuais), chamou os principais blogueiros de basquete do país para participar de um desafio, uma competição com equipes de três jogadores. O torneio rendeu mais uma atração para o Jogo das Estrelas e doação de R$ 7,5 mil ao instituto Janeth Arcain, da ex-jogadora de basquete da seleção brasileira.

A loja eletrônica de artigos esportivos, vale lembrar, foi a única entre os patrocinadores da LNB que empenhou esforços em auxiliar na composição do evento com ativação. A Eletrobras apenas levou atletas para a usina e sorteou passeios para o mesmo destino, mas ainda foi mais do que Caixa e Penalty, patrocinadora e fornecedora oficial, respectivamente, que não fizeram nenhuma ação voltada para o público.

* O repórter viaja a convite da Liga Nacional de Basquete (LNB)