Eliminação tira R$ 308 mil por jogo do Corinthians

Apenas 10% do lucro obtido com bilheterias foi mantido após fracasso

Apenas 10% do lucro obtido com bilheterias foi mantido após fracasso

Duas semanas após a eliminação na Copa Santander Libertadores, o fiasco do Corinthians na competição continental ainda é sentido no clube. Se por um lado a torcida corintiana habituou-se a bradar que está ao lado da equipe alvinegra nos bons e maus momentos, números de bilheterias no Campeonato Paulista comprovam o contrário.

Antes da derrota para o Tolima, da Colômbia, o Corinthians disputou dois jogos como mandante no Estadual. A média de renda líquida, quando despesas já foram descontadas das receitas, é de R$ 345 mil. Em duas partidas pós-eliminação, esse número cai para cerca de R$ 37 mil, apenas 10,7% do que era obtido anteriormente.

Com base nesses índices, o fracasso na Libertadores fez com que o clube paulista deixasse de ganhar R$ 308 mil por jogo. Naturalmente, o interesse da torcida corintiana pela equipe deve voltar no decorrer do Estadual, mas a eliminação pode afastar R$ 2,4 milhões dos cofres do time se seguir nesse ritmo somente na primeira fase.

Em termos de público, embora o clube tenha diminuído o valor do ingresso médio de R$ 31 para R$ 25, a queda também foi brusca. Contra Portuguesa e Noroeste, antes da derrota na Colômbia, a média de público pagante era de 18,9 mil pessoas, enquanto diante de Ituano e Mogi Mirim o Corinthians registrou 6,9 mil pagantes.