Escolha de Itaquera muda projeto urbano de SP

São Paulo não mudou apenas o estádio que será usado na Copa do Mundo de 2014. Ao anunciar que fará jogos em Itaquera, bairro em que o Corinthians pretende construir uma arena, a cidade decidiu reformular também o plano de expansão urbanística voltado à competição.

A primeira – e mais óbvia – mudança de diretriz é que São Paulo vai priorizar obras na região de Itaquera. Até a Copa do Mundo de 2014, o bairro deve receber um parque linear, um polo tecnológico e um centro institucional. Essas intervenções já estavam previstas, mas serão aceleradas por conta da competição.

Também faz parte do projeto para a região uma adequação das moradias irregulares para possibilitar uma expansão imobiliária. No entorno do terreno em que o Corinthians pretende construir o estádio há pelo menos cinco focos de moradias irregulares.

“Cada estádio tem uma particularidade. A Arena Palestra Itália tem a questão do tr"nsito, Pirituba teria a questão do meio ambiente e o Morumbi teria a questão da mobilidade urbana. Aqui [Itaquera] é diferente, tem um terreno mais adequado e precisará de menos dinheiro público”, explicou Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo.

O Corinthians será responsável pela engenharia financeira de construção do estádio, e o poder público (prefeitura e governo) cuidará das intervenções relacionadas a estrutura da cidade. Estão previstas, por exemplo, a construção de um parque, um polo tecnológico e um centro institucional.

Um exemplo dado pela prefeitura sobre o quanto o projeto de mobilidade urbana vai mudar em função da alteração do estádio é o metrô. O Morumbi teria investimento de R$ 3,17 bilhões em obras nesse sistema, mas Itaquera já tem uma estação próxima.

“Faremos apenas dez trens novos na linha vermelha. Com isso, vamos diminuir para 82 segundos o intervalo entre trens na linha, o que será o menor do mundo. Também vamos reformar os 47 trens que operam nessa linha”, disse José Luiz Portella, secretário estadual de Transportes Metropolitanos.

O projeto urbanístico também inclui uma rodoviária em Itaquera e uma ampliação na avenida Jacu-Pêssego, que passaria a integrar a região com o Rodoanel e a rodovia Ayrton Senna.