Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Estudo minimiza efeito Copa para marcas

Estudo minimiza efeito Copa para marcas

Redação em São Paulo - SP Publicado em 01/06/2010, às 09h00 - Atualizado às 12h00

Em pesquisa realizada pela GfK, empresa especializada em pesquisa de mercado, 70% dos entrevistados afirmaram que um patrocínio oficial à Copa do Mundo não altera a imagem que se tem da marca em questão. O efeito é ainda mais expressivo quando mulheres respondem à pergunta, com 74%, contra 65% dos homens. Entre aqueles que responderam que a marca altera a percepção ao se associar com o Mundial, 27% disseram que a alteração é positiva e apenas 3% afirmaram ser negativa. O primeiro atributo lembrado quando se trata de uma empresa patrocinadora oficial foi o caráter global da marca, com 58% das respostas. Qualidade e liderança também tiveram mais de 50% das respostas, enquanto confiança, modernidade, alegria, inovação e acessibilidade foram atributos lembrados por mais de 40% das pessoas. Já para o consumo, a resposta mais ouvida foi ?televisão?. Cerca de 20% das pessoas desejam comprar um aparelho novo. Vestuário esportivo vem em seguida, principalmente entre os que têm entre 18 e 24 anos. Nesse meio, a Nike sai na frente. A marca americana é a mais lembrada entre aqueles que responderam alguma marca do setor como principal associação à Copa (26%), com 14% contra 5% da Adidas.