F1 decidida e sem brasileiro derruba audiência de GP Brasil

Red Bull e Vettel não deram chance para a concorrência neste ano

Red Bull e Vettel não deram chance para a concorrência neste ano

A temporada 2011 da Fórmula 1 se despediu no último domingo, mais uma vez com o Grande Prêmio Petrobras do Brasil, em São Paulo. No entanto, a corrida esteve longe de um final emocionante, com disputas pelo título e grandes ultrapassagens. Nessa situação, a audiência teve forte baixa pelo segundo ano consecutivo.

Com Sebastian Vettel campeão há cinco provas e com a Red Bull vencedora da temporada há quatro, a Rede Globo ficou com apenas 13 pontos de média na Fórmula 1. Outro fator prejudicial para a emissora carioca foi o fato de que nenhum brasileiro lutava pelas primeiras colocações.

Em comparação, em 2008 o título foi disputado nas pistas paulistanas, e com Felipe Massa na briga para ser o campeão da temporada. Na última volta, Lewis Hamilton conseguiu tomar o título do brasileiro, e a Rede Globo ficou com 33 pontos de média no Ibope.

No ano seguinte, Rubens Barrichello tinha chances mais reduzidas, em comparação a Felipe Massa. Ainda assim, a prova em Interlagos decidia o campeonato. Com a disputa no Brasil, a Globo conseguiu 26 pontos.

Em 2010, nenhum brasileiro tinha chance evidente de vitória. O Grande Prêmio do Brasil era a penúltima corrida da temporada, mas ninguém se consagrou campeão nas pistas brasileiras, em uma disputa que envolvia Fernando Alonso, Mark Webber e Sebastian Vettel. O Ibope da Globo caiu então para 16 pontos de média.

Com 13 pontos de média, a corrida do último domingo não conseguiu nem o melhor Ibope da temporada na Globo, mesmo no período da tarde (14 horas) e com o apelo de uma prova no Brasil. Em junho, a prova em Montreal, no mesmo horário da prova brasileira, a emissora conseguiu 15 pontos de média recorde no ano.

O Ibope marcado nos 13 pontos foi apresentado em outros dois grandes prêmios neste ano: em Mônaco e na Bélgica. A diferença nesses dois casos está no horário. As provas foram transmitidas às 9 horas no Brasil. Ainda assim, o número está acima da média da categoria neste ano. Em 19 corridas, a Globo teve 10,15 pontos de média na audiência.

Cada ponto no Ibope é equivalente a 58.300 domicílios sintonizados. Os dados da medição consideram apenas a audiência de São Paulo, região de referência para o mercado publicitário.