Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Facebook usa clubes para "bombar" Libertadores

Estratégia é diferente da adotada na Liga dos Campeões e no NBB

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 31/01/2019, às 07h27 - Atualizado às 09h27

Imagem Facebook usa clubes para "bombar" Libertadores

O Facebook definiu uma estratégia diferente para ampliar o alcance das transmissões da Copa Libertadores. No primeiro ano em que a rede social terá os direitos para exibir o torneio, caberá aos clubes que disputam a competição auxiliarem nessa ampliação.

Na última semana, com a estreia da Copa Libertadores, o Facebook definiu a Fox Sports como parceira para a transmissão dos jogos das quintas-feiras, que serão de exclusividade da rede social. Mas, em vez de ser a página da emissora de mídia que exibirá os jogos, as partidas ficarão disponíveis para o torcedor no canal da Conmebol e dos clubes que disputam aquele jogo. 

Foto: Divulgação

Assim, a expectativa é de que o alcance da transmissão na rede social seja ainda maior, já que pegará o fã que torce para o time diretamente na página do clube. A estratégia é diferente da adotada em outros torneios que o Facebook tem direitos no Brasil. Com o Esporte Interativo, por exemplo, o acordo para a transmissão da Liga dos Campeões da Uefa prevê que a empresa do grupo Turner faça a transmissão na rede social dentro de seu próprio canal. O EI é o canal esportivo com mais seguidores dentro do Facebook no país: são 16,3 milhões de pessoas.

Uma estratégia parecida também acontece no acordo com a Liga Nacional de Basquete para a transmissão do NBB. É a página da liga, que atualmente conta com quase 700 mil seguidores, que transmite o jogo de segunda-feira, às 20h. O Facebook é mais um dos detentores dos direitos dos jogos, ao lado de Twitter, Band, BandSports, ESPN e Fox Sports. Cada mídia tem um dia exclusivo de transmissão.

Essa estratégia tem ajudado a crescer as páginas dos próprios parceiros, que aumentam o número de seguidores e conseguem tráfego para seu canal na rede social. Um jogo do NBB ao vivo contabiliza, em média, ao menos 20 mil visualizações. 

Já nas disputas da Liga dos Campeões a audiência é maior. O jogo de maior destaque, até agora, foi PSG x Liverpool, no dia 28 de novembro, que conseguiu mais de 1 milhão de pessoas ligadas por pelo menos um minuto na rede social. Até o momento, a fase de grupos da competição europeia contabilizou quase 9 milhões de pessoas na audiência em toda a América Latina.

Para a Libertadores, o plano é o oposto. A expectativa é que a força dos clubes impulsione a audiência das transmissões. Com times populares disputando a competição, o Facebook quer fazer o esporte ser um meio de ganhar relevância com o público jovem: 70% da audiência da Liga dos Campeões tem menos de 35 anos.