Feriado e horário enchem estádios e cofres de mandantes

Botafogo levou 42 mil torcedores ao Engenhão, muito acima da média

Botafogo levou 42 mil torcedores ao Engenhão, muito acima da média

Apesar de o Campeonato Brasileiro ainda estar distante da fase decisiva, quando torcedores naturalmente se empolgam para acompanhar ao vivo o desfecho do torneio, a 22ª rodada do Nacional foi marcada por estádios lotados e bilheterias além da média. Mas por uma combinação pouco usual: feriado e horário.

Em dia de feriado nacional, quatro equipes receberam partidas da competição às 16h. O São Paulo, com 60.514 torcedores presentes, viu apenas 1.655 tíquetes encalhados nas bilheterias; o Botafogo levou exatos 42 mil pagantes ao Engenhão e devolveu somente 12 ingressos; e o Internacional esgotou totalmente a capacidade do Beira-Rio.

Entre as quatro equipes que jogaram às 16h da última quarta-feira (7), apenas o Avaí não conseguiu resultados acima da média em público. Mas, no caso dos catarinenses, a forte chuva que caiu sobre a cidade de Florianópolis, sobretudo durante a realização do duelo com o Santos, visivelmente impediu que mais torcedores fossem à Ressacada.

Mas não foram apenas as arquibancadas que foram totalmente preenchidas pela torcida. A incomum presença do públicou gerou a São Paulo, Botafogo e Internacional desempenho financeiro bastante superior à média registrada anteriormente por cada um deles.

O Internacional, com R$ 200 mil lucrados na goleada por 4 a 2 sobre o América-MG na última quarta, obteve o terceiro maior índice próprio no Brasileiro. Apenas o confronto com o Palmeiras na 4ª rodada (R$ 223 mil) e com o Flamengo na 18ª rodada (R$ 444 mil) permaneceram acima. Curiosamente, ambos foram às 16h de domingo.

O cenário botafoguense é ainda mais surpreendente. Com R$ 400 mil de renda líquida na vitória por 4 a 0 sobre o Ceará, o clube esteve muito acima da média de R$ 48,8 mil lucrados por partida registrada até então. O superávit poderia ser ainda maior, caso R$ 100 mil não tivessem sido penhorados para pagar dívidas.

O São Paulo, ao depositar nos cofres do clube R$ 1,26 milhão, recorde de receita líquida da atual temporada entre a elite do país, também se beneficiou do Dia da Independência do Brasil e da faixa de horário. Os paulistas, todavia, também tiveram como atrativo a milésima partida do ídolo Rogério Ceni pela equipe.

A título de comparação, houve três partidas disputadas também na quarta, porém às 21h50. Atlético-GO e Cruzeiro, mandantes de duelos com Figueirense e Fluminense, respectivamente, viram estádios pouco frequentados e bilheterias bastante comuns. Números do jogo entre Atlético-PR e Palmeiras ainda não foram divulgados.

O levantamento feito pela Máquina do Esporte levou em consideração todas as partidas de Campeonato Brasileiro, Copa Kia do Brasil e Estaduais - em relação ao último, apenas jogos dos 20 membros da primeira divisão foram registrados. Os números são fornecidos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em boletins financeiros.