Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Ferj inaugura sala de treinamento de VAR para o Carioca

Pioneiro no país, projeto tem como objetivo ensinar e aprimorar uso da ferramenta

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 17/01/2019, às 15h03

Imagem Ferj inaugura sala de treinamento de VAR para o Carioca

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), em parceria com a Comissão de Arbitragem da Federação do Estado do Rio de Janeiro (COAF-RJ), inaugurou nesta quinta-feira (17), na sede da entidade, uma sala de treinamento e simulação de VAR. Pioneiro entre as federações nacionais, o projeto tem como objetivo ensinar e aprimorar o uso da ferramenta de arbitragem de vídeo por meio de ensaios.

Foto: Divulgação / Agência Ferj

Entre os convidados, o ex-árbitro Sandro Meira Ricci, representante brasileiro nas duas últimas Copas do Mundo (Brasil 2014 e Rússia 2018), esteve na inauguração para dar orientação a árbitros e assistentes da Ferj.

A empresa contratada para instalar o simulador foi a Hawk-Eye, a mesma utilizada pela Fifa na Copa do Mundo da Rússia e também nas Ligas Francesa (Ligue 1) e Italiana (Serie A) de Futebol. O contrato com a Ferj é válido por dois anos.

"Este equipamento é fundamental para a utilização do recurso nos jogos. Assim como os treinos de campo, o VAR também precisa ser treinado pelos árbitros para ser utilizado", afirmou Jorge Rabello, presidente da COAF-RJ.

Vale lembrar que o Campeonato Carioca de 2019 fará uso do VAR em 10 jogos (semifinais e final da Taça Guanabara; semifinais e final da Taça Rio; e semifinais e finais que valem o título estadual). Em 2020, o número aumentará para 16 partidas, já que serão incluídos os dois clássicos da Taça Guanabara e os quatro da Taça Rio.

De acordo com o UOL, a federação carioca terá um custo de R$ 280 mil (R$ 28 mil por jogo) com a tecnologia. No ano que vem, haverá uma redução para R$ 250 mil (pouco mais de 15,5 mil por jogo).