Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Fla e Vasco mantêm confiança ante dívida

Fla e Vasco mantêm confiança ante dívida

Gustavo Franceschini em São Paulo - SP Publicado em 08/01/2009, às 08h00 - Atualizado às 10h00

Os departamentos de marketing de Flamengo e Vasco terminaram 2008 comemorando seus novos contratos de patrocínio, com Petrobras e Eletrobrás, respectivamente. Os compromissos, porém, ainda não viraram realidade por conta de dívidas dos clubes com o poder público, o que inviabiliza o patrocínio de qualquer empresa estatal. Mesmo sem novidades positivas, a dupla carioca mantém o otimismo quanto ao recebimento dos valores. Os dois acordos foram acertados comercialmente quase na mesma semana. Em 10 de dezembro, José Antonio Muniz, presidente da Eletrobrás, anunciou ter feito uma proposta de R$ 14 milhões por ano ao Vasco, sendo R$ 12,2 milhões para o futebol. No dia 15, Márcio Braga, presidente do Flamengo, confirmou à Máquina do Esporte a existência de um acordo com a Petrobras, depois de meses repletos de confusões e entreveros entre as partes. Pouco menos de um mês depois, as limitações seguem as mesmas. O clube de São Januário se diz preparado para quitar as dívidas adquiridas pela administração Eurico Miranda desde 2007, após a obtenção de certidão negativa de débito pela inclusão na Timemania. Já o Flamengo diz que está tudo encaminhado para acabar com seus problemas com o INSS. ?Nós já temos o levantamento, o dinheiro está separado e aguardamos apenas a finalização do contrato. Ainda faltam alguns detalhes burocráticos, e assim que ele estiver pronto nós quitamos a dívida?, disse Luiz Américo, vice-presidente jurídico do Vasco, sem revelar números. ?Hoje quem está tocando essa situação é o departamento financeiro, mas eu já vi que esse pagamento está entre as prioridades do Flamengo para o orçamento de 2009?, disse Ricardo Hinrichsen, vice-presidente de marketing do clube da Gávea. Quando as duas pendências forem resolvidas, os arqui-rivais devem comemorar. O Vasco conseguirá um aumento de quase R$ 10 milhões em relação ao atual compromisso com a MRV, que gira em torno de R$ 3 milhões. Já o Flamengo não divulga o valor de sua renovação com a estatal petrolífera, mas adianta que deve ter um reajuste positivo nos atuais R$ 16,2 milhões que recebe.