Flamengo planeja pacote de licenciados de Ronaldinho

Após negociações paralelas entre Grêmio, Palmeiras e Flamengo, Ronaldinho Gaúcho acertou, no início deste ano, sua transferência para o clube carioca. Com um salário que ultrapassa a marca de R$ 1 milhão, a promessa da presidente Patrícia Amorim era fazer com que o nome do astro compensasse o investimento com novas receitas geradas. Cinco meses depois, o clube planeja usar seu o jogador mais fortemente.

A primeira ideia da diretoria do Flamengo era conseguir patrocínios valorizados com a presença do jogador. No entanto, a cúpula do time não tem encontrado facilidades no mercado e o espaço máster do uniforme permanece sem dono. Restam ações de marketing com o jogador, usando o seu poder de venda.

Nos próximos dias, o Flamengo anunciará um pacote de licenciado com o nome de Ronaldinho Gaúcho. A afirmação é do vice-presidente de marketing do clube, Henrique Brandão. Entre os produtos novos, estão incluídos a boina que o jogador usa, mochila e bonecos.

Sobre o período vivido por Ronaldinho Gaúcho no clube, Brandão não vê a situação como um fator de diminuição nas vendas. “Ele é um grande ídolo, é como o Ronaldo no Corinthians. Não precisa estar na sua melhor fase”, afirmou, ao apostar no nome de seu atacante. Apesar de ter sido um dos melhores jogadores do Estadual do Rio de Janeiro, Ronaldinho chegou a ser vaiado por torcedores rubro-negros após a eliminação do time na Copa Kia do Brasil.

De qualquer maneira, o Flamengo aposta em um segmento que tem rendido milhões aos cofres de clubes brasileiros. O Corinthians, dono da segunda maior torcida no Brasil, tem em seu faturamento previsto para 2011 R$ 11 milhões provenientes de produtos licenciados. Rival do Flamengo, o Vasco apresentou faturamento de R$ 5,3 milhões em 2010 com a venda de produtos. O próprio clube da Gávea chegou próximo dos R$ 10 milhões em 2010.