Flamengo reforma ginásio, mas irá voltar ao HSBC

Clube irá usar local próprio para treinamentos e jogar playoffs fora - Crédito Alexandre Vidal

Clube irá usar local próprio para treinamentos e jogar playoffs fora - Crédito Alexandre Vidal

Até a presidente do Flamengo, Patricia Amorim, esteve presente para reinaugurar o ginásio Hélio Maurício, na Gávea. A equipe de basquete do clube carioca enfrentou o Unitri/Universo em local renovado, com novo piso flutuante, decorado com fotos e autógrafos dos atuais jogadores, mas deve voltar à Arena HSBC em breve.

Com a primeira fase do Novo Basquete Brasil (NBB) próxima de ser concluída, o Flamengo precisará voltar ao ginásio batizado com o nome do banco para conseguir públicos superiores. O Hélio Maurício, por sua vez, será usado apenas para treinamentos. No futuro, é possível que receba partidas de torneios estaduais e categorias de base.

A escolha por mandar grandes jogos na Arena HSBC e outros, menores, no Hélio Mauricio é justificada pelos números de bilheterias. Na reinauguração do espaço próprio, na última sexta-feira (25), foram arrecadados R$ 1,5 mil. Dois dias depois, no Tijuca Tênis Clube, a receita do jogo contra o Uniceub/BRB/Brasília superou R$ 3,3 mil.

O Flamengo teve de disputar alguns jogos do torneio nacional de basquete no clube da Tijuca pois a Arena HSBC recebeu eventos culturais, como shows de artistas estrangeiros. Embora não seja a primeira opção, conseguiu manter a arrecadação da equipe carioca em nível similar. Para os playoffs, o clube voltará ao HSBC.