Fluminense espera Abel também para o marketing

Abel Braga, já uniformizado, com o VP de futebol Sandro Lima

Abel Braga, já uniformizado, com o VP de futebol Sandro Lima

“A chegada do Abel faz com que o marketing fique bastante animado com as possibilidades de trabalho com ele”. Será dessa maneira que o técnico Abel Braga, atualmente no Al Jazira, será recebido pelo vice-presidente de marketing do Fluminense, Idel Halfen. O treinador é uma das apostas do clube carioca para o Campeonato Brasileiro, e já tem data para chegar: 8 de junho.

O departamento ainda não pôde traçar um plano para o futuro treinador porque ainda não houve uma conversa direta com Abel e nem se sabe ainda quais são as possibilidades de uso de imagem previstas em contrato. Mas, para Halfen, trata-se de um nome que pode ser facilmente usado pelo marketing.

Como jogador, Abel Braga nunca foi um nome de grande destaque, mas já atuou na seleção brasileira e iniciou sua carreira no próprio Fluminense. Por isso, a aposta é que o treinador, campeão de Libertadores pelo Internacional em 2006, vá ter uma fácil e rápida identificação com o novo clube.

Usar treinadores como instrumento de marketing tem se tornado uma prática cada vez mais comum no Brasil. Há dois anos, o Palmeiras vendeu espaço na camisa de Muricy Ramalho como propriedade para a Unimed, que é patrocinadora do Fluminense. O espaço permaneceu com Luiz Felipe Scolari.

Já no Rio Grande do Sul o foco tem sido antigos ídolos em campo. O Grêmio tem Renato Gaúcho como técnico e garoto-propaganda de seu programa de sócio-torcedor. No Internacional, a aposta para este ano segue a mesma linha. Para Falcão, já existem planos para camisas retrô e até um boneco do novo treinador.