Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Criadores do EI estão por trás de projeto "Pela Lei do Mandante"

Live Mode é cérebro por trás de movimento dos clubes para pressionar por aprovação de MP

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 21/09/2020, às 07h35 - Atualizado às 10h35

Imagem Criadores do EI estão por trás de projeto "Pela Lei do Mandante"

Os fundadores do Esporte Interativo estão por trás de um movimento que vem sendo usado pelos clubes para pressionar políticos a transformarem em lei a MP 984, que foi promulgada em 18 de junho e muda a forma de venda de direitos de transmissão no país.

Há cerca de duas semanas, alguns clubes de futebol da Série A do Campeonato Brasileiro iniciaram, pelo Twitter, uma campanha tentando incentivar a mudança e, principalmente, tentar mudar a percepção de que a MP é "do Flamengo", já que ela foi promulgada exatamente no instante em que o clube disputava o Campeonato Carioca sem nenhum acordo de TV.

O movimento, porém, tem por trás uma empresa que se beneficiaria diretamente dessa alteração na legislação. A LiveMode, criada por um grupo de ex-fundadores do Esporte Interativo, foi quem registrou o site oficial do movimento e é também quem opera as redes sociais e produz o conteúdo que tem sido compartilhado pelos clubes para milhões de seguidores em suas plataformas.

De acordo com a empresa, "os clubes contratarm a LiveMode pra cuidar da comunicação do Movimento, que é deles". Questionados pela Máquina do Esporte, os clubes confirmaram que a empresa foi chamada para atuar, mas não por todos.

Quem "paga a conta" por esse trabalho são apenas os times que têm contrato com a Turner para o Brasileirão: Athletico, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Inter, Santos e Palmeiras. A LiveMode havia sido chamada por eles para renegociar o acordo com a emissora. Como continuação do trabalho, passou a defender o uso da MP. A própria Turner havia decidido, pouco antes do o torneio começar, usar a MP em seu favor. Acabou impedida pela Justiça após ação do Grupo Globo.

A contratação da LiveMode causa no mínimo estranheza, já que uma mudança de lei faria com que a empresa deixasse de ser cliente dos clubes para tê-los exatamente como clientes. Ao anunciar vagas para trabalho, a empresa costuma usar a seguinte expressão para se definir: "A LiveMode é a startup dos fundadores do Esporte Interativo que conecta o esporte ao mundo digital".

A transmissão em novos canais de distribuição é exatamente um dos desejos que os clubes têm manifestado no site em que pede a alteração da legislação. A preocupação maior parece ser exatamente em como poder produzir conteúdo próprio e vendê-lo ao torcedor, sem depender das emissoras de mídia, que responde, no mundo todo, pela maior fonte de receita do esporte.

Parece claro que, ao mudar a lei, o maior beneficiado seria quem produzisse esse tipo de conteúdo aos times.