Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Futebol venezuelano deixa parceiro e inicia crise

Redação Publicado em 23/03/2012, às 16h40

A Federação Venezuelana de Futebol (FVF) iniciou neste mês uma crise institucional. A entidade rompeu contrato com a empresa Polar, que atua com bebidas e alimentos, e inseriu no uniforme a marca da Petróleos de Venezuela SA (PDVSA).

Depois de a FVF ter rompido unilateralmente o vínculo com a Polar, a empresa emitiu comunicado rechaçando o término precoce do acordo. O contrato tinha duração até 2014.

“Para efeitos legais, nosso contrato com a federação está vigente. Queremos que ele seja respeitado”, declarou Carlos Martínez, gerente de mercado esportivo das empresas Polar.

O contrato da Polar com a seleção venezuelana de futebol foi assinado em 2004. Na época, a empresa usou como bandeira a longa duração do vínculo – a ideia era mostrar confiança no desenvolvimento da equipe nacional.

Entretanto, a seleção venezuelana vem usando uniformes de treino com marca da PDVSA antes mesmo de oficializar o rompimento do contrato com a Polar. Detalhes do novo acordo são mantidos em sigilo.

A FVF ainda não se pronunciou oficialmente sobre o término do contrato com a Polar. Portanto, o motivo para a entidade ter decidido romper a parceria não é conhecido.