Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Globo assume “esquecimento” da Fórmula 1

Redação Publicado em 13/07/2010, às 18h00

Imagem Globo assume “esquecimento” da Fórmula 1

A rede Globo convocou hoje, no programa Globo Esporte, Luciano Burti para comentar a Fórmula 1. O discurso colocado pela apresentadora Glenda Kozlowski era que as pessoas queriam lembrar o que está acontecendo na competição, partindo do pressuposto que, durante a Copa, as corridas foram deixadas em segundo plano. A mesma ideia foi usada para falar do Campeonato Brasileiro, com a diferença que esse ficou paralisado durante o Mundial.

Os números da audiência da Fórmula 1 mostram que, de fato, a competição tem sido esquecida pelo brasileiro. No Grande Prêmio de Silverstone, vencido pelo Mark Webber, a Globo registrou 12 pontos de audiência em média, mesmo número alcançado no GP da Europa.

Durante a Copa, o melhor resultado foi do GP do Canadá, com 14 pontos em média. Na corrida, o Mundial de futebol ainda estava na primeira fase e o duelo dos pilotos aconteceu entre duas partidas.

No GP anterior à Copa, a média foi de 13 pontos, na corrida que aconteceu na Turquia. Os números ficam atrás do primeiro Grande Prêmio, de Bahrein, com 15,3. Apenas as corridas que aconteceram na madrugada brasileira tiveram audiência inferiores a 9 pontos.

Terminada a Copa do Mundo, a Globo espera obter melhores resultados com a Fórmula 1. Talvez por isso tenha dedicado parte do Globo Esporte desta terça-feira a Luciano Burti, que teve o trabalho de explicar o porquê do mau momento vivido por Felipe Massa. O insucesso do piloto brasileiro, apenas em oitavo na classificação do Mundial, também não tem ajudado a chamar o público para as provas.

Cada ponto no Ibope é equivalente a 58.300 domicílios sintonizados. Os dados da medição consideram apenas a audiência de São Paulo, região de referência para o mercado publicitário.