Goiás aprova e estende promoção até fim da Série B

Receita líquida com bilheterias caiu, mas clube manterá ação até 2012

Receita líquida com bilheterias caiu, mas clube manterá ação até 2012

O Goiás encontrou a fórmula para elevar os índices de público na Série B do Campeonato Brasileiro. Se na estreia da competição a equipe levou 1,6 mil torcedores ao Serra Dourada, nas últimas três partidas em casa foram sete mil, oito mil e 13 mil pessoas, respectivamente. A solução encontrada foi promoção, agora válida até o fim do ano.

A ação consiste em ceder desconto de 50% na compra do ingresso a pessoas que vistam a camisa alviverde. Naturalmente, a receita líquida obtida com bilheterias caiu drasticamente de um ano para o outro, embora o aumento no número de pagantes seja sensível.

Se somados os três últimos confrontos do Goiás em casa, contra Guarani, Bragantino e Vila Nova, e portanto o último deles sendo um clássico regional, o clube esmeraldino embolsou R$ 73,3 mil. Nos dez jogos disputados em casa durante o Nacional do ano passado, foi registrado lucro de R$ 1,9 milhão, mesmo em meio ao rebaixamento.

"Estamos vendendo muito material esportivo, então o clube acaba compensando essa perda com royalties, combate à pirataria e mais gente no estádio", atenua Marco Goulart, gerente de marketing da equipe goiana. A promoção, por ora, só irá terminar em 2012.