Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Goiás prepara marketing sem estrelas

Goiás prepara marketing sem estrelas

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 26/05/2010, às 15h00

Em agosto do ano passado, o Goiás montou aparato de superestrela para receber o atacante Fernandão, contratado do Al-Gharafa. O jogador, que já havia passado pelo clube, desceu no gramado do estádio Serra Dourada em um helicóptero antes de uma partida do Campeonato Brasileiro. Em 2010, a realidade esmeraldina é totalmente diferente. A equipe é a única que não somou pontos nas três primeiras rodadas do torneio nacional, ocupa a lanterna e não tem nenhum atleta com esse peso. Por isso, mudou o perfil do trabalho de seu departamento de marketing. Sem um nome do peso de Fernandão, que deixou o clube neste ano para defender o São Paulo, o Goiás não deve focar ações em jogadores na atual temporada. Ainda que o time busque reforços, nenhum deve ter recepção de astro ou ações específicas. Em vez disso, o clube tentará fortalecer o ?Nação esmeraldina?, seu plano para fidelizar torcedores. ?É claro que isso interfere. Hoje não temos um ídolo para podermos fazer um grande trabalho de divulgação. Estamos em uma fase de reestruturação e vamos focar no torcedor, ainda que estejamos prontos para outras ações. Planejar futebol é diferente do que acontece em empresas. Pode ser que o clube contrate um atleta top e nós tenhamos de montar uma ação em 24 horas. Não estamos parados, mas o foco é outro?, disse Marco Goulart, diretor de marketing da equipe. No ano passado, a contratação de Fernandão teve participação direta da Neo Química, patrocinadora do Goiás. O contrato vai até o fim de 2010, e as negociações para renovação estão adiantadas. Não existe nenhuma conversa para incluir no novo acordo uma verba para grandes contratações ? como não existia no documento atual. A ideia do marketing esmeraldino é priorizar neste ano ações institucionais e divulgação de planos para os torcedores, que foi reformulado e almeja dez mil filiados até o fim de 2010. O que mais anima o clube quanto a isso é o desempenho de vendas do novo uniforme que a equipe lançou em maio deste ano. O evento de apresentação das peças foi aberto ao público e reuniu 500 pessoas. No primeiro dia, apenas na loja oficial do clube, o Goiás levantou R$ 40 mil em vendas de camisas.