Goiás sonha com ampliação com Hypermarcas

Com cota máster, NeoQuímica tem exclusividade no uniforme alviverde

Com cota máster, NeoQuímica tem exclusividade no uniforme alviverde

O contrato entre Goiás e Hypermarcas só termina em dezembro deste ano, mas a equipe esmeraldina está animada com a possibilidade de renová-lo em março, nove meses antes do término. O intuito é ampliá-lo não apenas em período, mas em valores.

Mesmo na Série B do Campeonato Brasileiro, após ter sido rebaixado na última temporada, o Goiás aposta no aumento da exposição da marca NeoQuímica no clube - em uniformes de categorias de base, por exemplo - para convencer a empresa a renovar o acordo.

A exposição da marca NeoQuímica na equipe principal, na verdade, dificilmente teria como ser ampliada. A empresa já ocupa a cota máster e detém exclusividade, isto é, nenhuma outra marca pode ser exibida em outras propriedades, como fazem outros clubes.

A favor da equipe goiana, pesa o fato de que o contrato anterior havia sido feito quando a NeoQuímica ainda não tinha sido comprada pela Hypermarcas. A parceria ainda não foi avaliada após a aquisição do laboratório, e portanto o grupo pode se interessar por novo contrato.