Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Governo cria centro de mídia para Copa

Governo cria centro de mídia para Copa

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 18/06/2010, às 10h00

Não é raro ouvir de brasileiros que estão na África do Sul o quanto sua terra natal é parecida com o país-sede da Copa do Mundo de 2010. As duas realidades se aproximam por motivos positivos e outros negativos, como o tr"nsito. Na última quinta-feira, o governo da província de Gauteng reforçou essa ideia e inaugurou um centro de mídia para tentar diminuir deslocamentos de longa dist"ncia em Johanesburgo. Além de ter sido sede da abertura e de receber a decisão da Copa, Johanesburgo tem o International Broadcasting Center (IBC), polo de emissoras que detêm os direitos de transmissão do Mundial em TV ou rádio. No entanto, essa estrutura fica a mais de 20 quilômetros de dist"ncia de Sandton, bairro nobre da cidade em que a maioria da imprensa está hospedada. Isso criou, portanto, um intenso fluxo de profissionais de mídia entre Sandton e a região do Soccer City. Os deslocamentos contribuem ainda mais para um tr"nsito que já não flui bem em todos os momentos do dia. Essa foi uma das principais preocupações do governo da província de Gauteng, região que inclui cidades como Johanesburgo e Pretória, para criar um novo centro internacional de mídia. O espaço foi aberto oficialmente na última quinta-feira, em cerimônia realizada na Nelson Mandela Square. O centro internacional de mídia possui sala para entrevistas coletivas, espaço com computadores e internet sem fio, área para gravações e um lounge. Esse espaço contém um bar e deve sediar eventos durante a Copa do Mundo ? nesta quinta-feira, por exemplo, houve um coquetel de inauguração. O investimento de Gauteng na montagem do espaço não foi revelado, mas teve porte pequeno. O centro de mídia foi criado sobre estrutura pré-existente ? a única grande intervenção foi o lounge, erguido sobre um jardim. Com a abertura do espaço, a ideia do governo de Gauteng é oferecer às emissoras que não têm direitos de transmissão da Copa uma estrutura que viabilize o trabalho desses veículos. Além disso, a meta é frear o deslocamento desses profissionais entre Sandton e o Soccer City.