Grêmio limita pacote de ingressos a associados

Time pretende aumentar taxa de ocupação de estádio e número de sócios

Time pretende aumentar taxa de ocupação de estádio e número de sócios

O início do Campeonato Brasileiro motivou o Grêmio a pensar em novo pacote de ingressos. Após ter vendido tíquetes nesse modelo para partidas da Copa Santander Libertadores e para a temporada inteira, o clube gaúcho optou por desenvolver novo plano, específico para o Nacional, desta vez exclusivo para sócios-torcedores.

A estratégia é impulsionar tanto a venda de pacotes de entradas quanto a própria adesão aos planos Diamante e Ouro, lançados neste ano, na mesma ação. Atualmente, o time possui cerca de 65 mil sócios cadastrados, e a meta é ter o maior quadro social do país até a inauguração do novo estádio, em dezembro de 2012.

A venda dos chamados season tickets, contudo, ainda está em prova no Brasil. O Fluminense, atual campeão brasileiro, enfrentou dificuldades na comercilização de pacotes de ingressos no início desta temporada, quando a equipe disputou o Estadual do Rio de Janeiro e a Libertadores, mesmo com vendas abertas a todo o público.

No caso do Grêmio, que restringiu o serviço a associados, aposta-se no perfil do torcedor gaúcho para emplacar boas vendas. "Não tememos resultados negativos, porque o nosso sócio é muito presente, sempre compra ingressos, e esse pacote dá clara vantagem financeira", argumenta Paulo César Verardi, diretor de marketing da equipe.

A tendência, segundo o dirigente, é que o clube gaúcho atinja ocupação de 100% por parte de associados no estádio. "Com o encaminhamento que nosso programa de sócios-torcedores tem, em médio prazo teremos essa taxa de ocupação, e o calendário do Brasileiro, muito bem conduzido e estabelecido, ajuda nesse sentido", conclui.