Guarani diminui preços, e parceiros saldam diferença

"Só reduzir preço de ingresso não paga salários", diz diretor

Ameaçado de rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani pretende encher o estádio Brinco de Ouro, em Campinas, no próximo domingo (14). A direção do clube decidiu reduzir os valores das entradas para R$ 10 e R$ 5 (estudantes e idosos), e a conta deve ser paga pelos patrocinadores.

Para que o time do interior de São Paulo não tenha prejuízo com a diminuição da receita com bilheterias, ficou acertado que parceiros irão comprar lotes de mil ingressos, por exemplo, e saldar a diferença nos valores.

"Não adianta só diminuir o preço dos ingressos, porque isso não paga salários", justifica o diretor de marketing do Guarani, Mercival Piron, à Máquina do Esporte. "Nós precisamos do oxigênio da torcida, mas temos compromissos com atletas, então contamos com o apoio dos patrocinadores".

A partida do próximo fim de semana é encarada como decisiva pelo clube. Caso vença o Vitória, a dois pontos de dist"ncia na tabela, o Guarani irá ultrapassar o rival e deixar a zona do rebaixamento. Sem prejuízo, graças aos patrocinadores.