Guarani e Ponte Preta fazem reunião por dérbi

Na próxima quarta-feira, Guarani e Ponte Preta se reúnem em Campinas, ao lado da agência de uma das empresas interessadas em colocar sua marca na próxima partida entre as duas equipes, para possivelmente acertar o primeiro patrocínio para o jogo. E as expectativas são animadoras para as equipes.

A partida entre as duas equipes será no próximo dia 16, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro. Segundo o gerente de marketing da Ponte Preta, Nelson Lopes, as negociações em conjunto com o rival têm atraído cada vez mais as empresas. “Campinas é o último reduto de times do interior com nível nacional”, afirmou.

Neste ano, a partida ganhou mais peso do que o comum para a cidade devido ao tempo em que as duas equipes não se enfrentam. O dérbi campineiro não acontece desde 2009, pela Série B. Naquele ano, o Guarani subiu para a Série A, e a Ponte Preta permaneceu na mesma divisão. Já no Campeonato Paulista, a equipe alviverde esteve na A2 nas duas últimas edições.

Para o dirigente, a possível transmissão pela Bandeirantes, além da movimentação na cidade são os motivos do interesse crescente. “As empresas da cidade e até mesmo de fora têm visto o jogo como uma boa oportunidade”, afirmou Lopes, lembrando também da import"ncia da negociação em conjunto.

Os times negociam uma série de propriedades pontuais para o clássico da cidade. Até mesmo o naming right da partida pode ser novamente colocado à venda. Há dois anos, a Azul Linhas Aéreas, que tem sua maior atuação no aeroporto de Viracopos, em Campinas, deu o seu nome à partida, transformando-a em “Dérbi Azul”. Para o próximo dia 16, existe a possibilidade de haver uma nova empresa para a denominação.

Os clubes também esperam a movimentação das duas empresas que os mantêm em comum, em negociação selada em conjunto. Até agora, a Brahma e o Atacadão Guarujá não se movimentaram para informar quais serão as ações desenvolvidas durante o jogo, o que deve acontecer nos próximos dias.