Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Huawei quer reconhecimento de marca para consumidor final

Empresa quer usar visibilidade do Santos para se apresentar a brasileiros

Duda Lopes - Santos (SP) Publicado em 29/10/2014, às 11h21

Imagem Huawei quer reconhecimento de marca para consumidor final

CEO da marca, Jason Zhao (esq), foi para Santos para divulgar parceria.

A Huawei atua há mais de 15 anos no Brasil, mas, na grande maioria das vezes, tem a área corporativa como cliente, com produtos que envolvem transmissões e serviços de comunicação. Agora, o foco passará a ser também o consumidor final.

É nesse cenário que entra o Santos. “Queremos tornar a marca mais conhecida do público final. Podemos futuramente fazer ações com clientes, mas o foco é o brand awareness”, resumiu o gerente comercial da Hauwei, Daniel Dias, à Máquina do Esporte.

Leia mais:

Santos e Huawei celebram acordo, mas contrato permanece curto

A estratégia se assemelha mais, portanto, ao que a empresa tem implantado no Atlético de Madrid. A equipe espanhola já usou pontualmente a marca chinesa no espaço máster e hoje a mantém na manga do uniforme.

Globalmente, a Huawei flutua entre a exposição e o relacionamento com o esporte. Da mesma maneira que na Espanha o Atlético de Madrid é usado como vitrine, o Paris Saint-Germain serve de plataforma de aproximação de clientes.

No Brasil, há um fator diferente que é a pouca familiaridade do público final com a marca chinesa, mesmo que mundialmente ela seja a terceira maior produtora de smartphone, atrás apenas da Samsung e da Apple.

Nas próximas semanas, a Huawei colocará no mercado brasileiro seu celular top de linha, o P7. Com o Santos, além da marca, o produto também foi exposto no evento da última terça-feira. Para concorrer com o Iphone, da Apple, e a linha Galaxy S, da Samsung, os chineses esperam se fortalecer na lembrança dos brasileiros.