Hypermarcas ignora título do Corinthians

Grupo investe R$ 38 milhões anuais no clube, mas não faz ativação

Grupo investe R$ 38 milhões anuais no clube, mas não faz ativação

* Atualizado às 18h14 de 6 de dezembro.

Encerrada a última rodada do Campeonato Brasileiro no último domingo (4), prevaleceu a superioridade do Corinthians na tabela, e o time alvinegro venceu o quinto campeonato nacional da própria história. Em meio à festa de dirigentes e torcedores, Nike e Fisk encontraram diferentes maneiras de ativar a conquista. A Hypermarcas, não.

Apesar de investir R$ 38 milhões anuais para estampar marcas no peito, nos ombros, nas mangas e nas axilas, o grupo não fez nenhuma ação para comemorar o título corintiano junto à torcida. Até o momento, não há nada programado para os próximos dias, segundo informou a assessoria de imprensa da empresa à Máquina do Esporte.

A Fisk, cujo aporte em 2011 foi de R$ 7,5 milhões para ocupar a barra da camisa, disparou e-mail marketing nesta segunda-feira e preparou ações com alunos. O lote de camisas que foi adquirido junto com o patrocínio está sendo usado para ação interna com os estudantes da escola de idiomas, diz Christian Ambros, diretor da companhia.

A Nike, por sua vez, fez anúncios em jornais e movimentou redes sociais na internet. Paralelamente, em anúncio feito pela agência F/Nazca, produziu vídeo narrado pelo presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, e o divulgou logo após o título. A peça, de pouco mais de um minuto de duração, ressalta o perfil da torcida corintiana.

A Hypermarcas entrou em contato com a redação e afirmou ter feito anúncios em jornais na última segunda-feira para celebrar o título, ao contrário do que a assessoria de imprensa dela havia informado.