Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

IMX muda estratégia e vende participação do consórcio do Maracanã

Agência não faz mais parte da administração do estádio carioca

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 16/01/2015, às 07h03 - Atualizado às 09h03

Imagem IMX muda estratégia e vende participação do consórcio do Maracanã

A IMX não faz mais parte do consórcio que administra o Maracanã. A agência mantinha participação de 5%, mas anunciou a venda de sua parte após determinar mudanças na estratégia de negócio da empresa.

Na nova determinação interna da IMX, uma das prioridades passa a ser o crescimento na área de entretenimento, além do foco na plataforma de ticketing da agência, chamada de Tudus. Em 2014, a empresa comercializou 535 mil ingressos.

Apesar de sair do consórcio, a IMX não estará totalmente longe do Maracanã. A agência continuará a participação na venda de pacotes de hospitalidade para o estádio, com a comercialização de assentos e camarotes. O serviço também é realizado no estádio Beira-Rio e na Arena Pernambuco.

A saída do consórcio não será a única mudança determinada pela IMX neste ano; a parte de gestão de atletas da agência foi definitivamente extinta. Nos últimos anos, esse braço da empresa foi responsável por fechar com nomes como Neymar e Gabriel Medina.

A justificativa é que, para o esporte, a IMX quer se concentrar na realização de eventos. Nas próximas semanas, serão realizados o Oi Bowl Jam, que reunirá skatistas no Parque Madureira, no Rio de Janeiro, e o Rio Open, principal torneio de tênis no Brasil.

Recentemente, a IMX passou por mudanças de comando no Brasil. A agência chegou ao Brasil com uma sociedade entre a IMG e o empresário Eike Batista, há três anos. Há uma semana, no entanto, a empresa anunciou a saída do brasileiro, que vendeu sua parte ao grupo de investimento Mubadala Development Group, de Abu Dhabi.