Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Indústria esportiva tem previsão de alta

Indústria esportiva tem previsão de alta

Redação em São Paulo - SP Publicado em 28/05/2010, às 11h00

O mercado do esporte pode respirar tranquilamente: ele vai crescer mais nos próximos anos. Pelo menos foi esse o resultado obtido pela pesquisa realizada pela Pricewaterhouse Coopers. Até 2013, a previsão é de um crescimento médio de 3,8% ao ano. Em 2009, os negócios do esporte chegaram à cifra de US$ 114 bilhões. Em 2013, o valor deve atingir US$ 133 bilhões. O maior componente do mercado será a bilheteria. No período compreendido entre os dois anos em questão, ela saltará de US$ 43,2 bilhões para US$ 49 bilhões. Os patrocínios passarão de US$ 29,4 bilhões para US$ 35,2 bilhões. Por fim, os direitos de mídia irão de US$ 23,1 bilhões para US$ 26,7 bilhões. Os números mostram que o esporte tem tido um crescimento sustentável, com curvas positivas em seus principais pilares. Chama atenção, no entanto, o crescimento mais tímido dos direitos de mídia. Tais contratos são assinados para longos prazos e, quando fechados em 2009, sofriam com os freios impostos pela crise financeira da época, que seguravam os contratos publicitários. Separadas por regiões, a América Latina é a que mais tem motivo para comemorar. O crescimento na região será de 4,3%, contra 4,1% da África, Oriente Médio e Europa, 3,9% na Ásia e 3,6% na América do Norte.