Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Intel diz que conversa com COI para e-Sports ser olímpico

Entidade se mostra reticente em incluir jogos violentos no programa olímpico

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 11/06/2019, às 08h39 - Atualizado às 11h39

Imagem Intel diz que conversa com COI para e-Sports ser olímpico

A empresa de tecnologia Intel tem conversado com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para que o e-Sports seja incluído no programa olímpico já em Paris 2024. A revelação foi feita por Scott Gillingham, head de jogos e e-Sports da Intel, à agência de notícias "Press Association". 

"Até agora existem conversas, mas sem qualquer definição. Temos ajudado o COI a entender um pouco mais sobre o universo do e-Sports e de que forma ele pode ir para a Olimpíada", afirmou Gillingham.

Intel usou Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang para apresentar o e-Sports ao movimento olímpico (Foto: Divulgação / Intel)

A Intel é patrocinadora do COI e, no ano passado, aproveitou os Jogos de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul, para apresentar o e-Sports ao movimento olímpico. A empresa de tecnologia está empenhada em mostrar que os jogos eletrônicos podem ser abraçado pelos Jogos Olímpicos.

"O e-Sports está nos ajudando a desenvolver nosso banco de dados do negócio e é um elemento-chave para alimentar essa estratégia", disse Gillingham. 

Até agora, o COI tem vetado a entrada do e-Sports no programa olímpico por entender que jogos violentos não podem ser incluídos nos Jogos Olímpicos. Por isso, a entidade tem adotado cautela quanto ao tema.