Joinville busca novo ginásio para fase decisiva do NBB

Clube tem enfrentado problemas com goteiras e busca espaço maior - Crédito Jaksson Zanco

Clube tem enfrentado problemas com goteiras e busca espaço maior - Crédito Jaksson Zanco

O segundo turno do Novo Basquete Brasil (NBB) já começou, e o Araldite/Univille/Joinville age nos bastidores para ampliar arrecadação com bilheterias nas próximas etapas do torneio nacional. A meta é encontrar novo ginásio, maior e em melhores condições.

Há um mês, o ginásio Ivan Rodrigues, onde a equipe disputou a primeira fase, sofre com problemas no piso causados por goteiras no telhado. "Estamos tomando medidas paliativas, mas nossa ideia já era procurar espaço maior", conta Luis Silva, diretor do Joinville.

O objetivo é que nova quadra seja encontrada para a próxima partida na cidade, contra o Flamengo, em 11 de março, logo após o carnaval. Depois dela, ainda haverá confrontos contra Interforce/Minas, Vitória/Cecre e Vila Velha/Garoto/BMG/UVV.

"Temos a expectativa de, na fase final, jogar em um ginásio maior, uma vez que a própria demanda com partidas decisivas cresce", acrescenta o dirigente. Durante o primeiro turno do NBB, o Joinville teve renda bruta na ordem de R$ 23,2 mil com jogos em casa.