Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Lance Armstrong terá que restituir US$ 10 milhões a ex-patrocinador

Ciclista foi condenado a devolver dinheiro de bônus por vitória em Volta da França-2004, título cassado por doping

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 18/02/2015, às 16h07

Imagem Lance Armstrong terá que restituir US$ 10 milhões a ex-patrocinador

Lance Armstrong durante uma de suas vitórias na Volta da França

O ex-ciclista Lance Armstrong terá que pagar US$ 10 milhões para a empresa SCA Promotions Inc, que lhe havia premiado com US$ 5 milhões após a vitória do norte-americano na Volta da França de 2004.

A decisão foi tomada por um painel de arbitragem formado por três integrantes, no qual foi apresentada a demanda contra o atleta. A votação foi de 2 a 1 a favor da companhia de seguros do Texas. A ordem de pagamento também inclui a empresa Tailwind Sports, então dona da equipe US Postal.

A empresa de seguros, com sede em Dallas, passou dois anos na justiça reclamando que não devia pagar bonificação ao atleta depois das primeiras acusações de doping sofridas por Armstrong no livro “L.A. Confidential”, escrito pelos jornalistas David Walsh e Pierre Ballaster.

Em 2006, a SCA Promotions Inc e Armstrong chegaram a um acordo fora dos tribunais, depois de longa batalha jurídica, em que a empresa pagou US$ 5 milhões de prêmio e mais US$ 2,5 milhões de custos processuais.

Depois disso, Armstrong foi banido do esporte por doping em 2012. Com a punição, o ciclista também teve cassados seus sete títulos da Volta da França, mais importante competição do calendário do ciclismo de estrada.

Após a confissão de doping feita pelo norte-americano em 2013, no programa de TV de Oprah Winfrey, a companhia pediu a revisão do caso e a restituição dos valores pagos. Nesta semana, a empresa finalmente conquistou a vitória.