Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Lista de sócios abala pleito corintiano

Lista de sócios abala pleito corintiano

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 04/02/2009, às 10h00 - Atualizado às 12h00

O novo estatuto do Corinthians programou para o dia 14 de fevereiro a eleição presidencial do clube, com votos dos sócios. Só que uma denúncia pode até mudar essa data. Com erros na lista de filiados, existe até a possibilidade de o pleito ser adiado. Além de transferir aos sócios o poder de eleger o presidente ? anteriormente, essa decisão era tomada por conselheiros -, o novo estatuto cria algumas regras para que as pessoas estejam aptas a votar: quitação das contribuições associativas até dois meses antes do pleito e veto a anistiados, por exemplo. Essas restrições geram, segundo conselheiros, um total de 12 mil sócios remidos. O problema é que a lista apresentada para o pleito, entregue aos candidatos no dia 17 de dezembro do ano passado, continha 140 nomes irregulares, além de 1.600 sob suspeita - espera-se que as eleições tenham entre 2 mil e 3 mil votantes. A comissão eleitoral do clube, presidida por Guilherme Strenger, foi designada para cuidar desse caso. Houve uma reunião, no dia 30 de janeiro, com candidatos, assessorias e responsáveis pelas urnas eletrônicas. Nesse encontro, decidiu-se fiscalizar a lista até a primeira semana de fevereiro. Porém, o grupo ?ação corintiana?, liderado por Osmar Stabile, cogita brigar para impedir a realização das eleições. O movimento ?pró-Corinthians?, de Paulo Garcia, é menos contundente nesses apelos. ?Queremos apenas que a lista esteja limpa. Se conseguirmos resolver os problemas e aprovar um grupo de sócios adequado aos padrões que o estatuto determina, não há problema na realização da eleição?, disse Antonio Roque Citadini, candidato à vice-presidência no grupo de Paulo Garcia.