Londrina se une ao Blumenau e permanece na Superliga

O Londrina oficializou nesta terça-feira a sua permanência na Superliga Masculina de Vôlei. A equipe paranaense se uniu ao Blumenau, o que deixará a cidade catarinense órfã de seu time. Seu antigo patrocinador, o MartPlus, migrará o investimento para Paraná, com a marca MartMinas. Com a junção, o nome oficial do time passa a ser Londrina/Sercomtel/MartMinas.

Além da Sercomtel, que já estava com o Londrina na última temporada, e do MartMinas, o clube fechou com a Lupo, que será patrocinadora do calção do time. Há ainda dois negócios em andamento. Um deles é com a Soya, que patrocinava o Blumenau, e o outro ainda não foi revelado pela diretoria paranaense.

Se Blumenau ficará sem jogos da Superliga, o mesmo não acontecerá em Minas Gerais. Além do Minas, do Sada/Cruzeiro e do Montes Claros, o Estado ainda receberá uma partida do Londrina. A mudança do local de jogo faz parte do acordo assinado com o novo patrocinador, o MartMinas.

Com os patrocínios que já foram fechados, o Londrina trabalha com um orçamento de R$ 1,25 milhão. O ideal, no entanto, é que esse número chegue a R$ 1,5 milhão, valor considerado apropriado para uma equipe que queira alcançar melhores resultados na Superliga.

Essa diferença pode ser suprida com os dois patrocínios em negociação, mas mesmo com as conversas adiantadas, a diretoria do clube não conta com o valor. O elenco, entre jogadores antigos e jogadores do Blumenau, já está formado. Se as parcerias forem de fato acertadas, dois atletas de mais destaque devem ser contratados.

Por fim, há outro suporte em negociação, mas esse não entraria na conta do Londrina. O clube busca um parceiro para arcar a dívida de R$ 400 mil criada na última temporada. A negociação já está acertada, mas ainda falta a forma de pagamento e, por isso, o nome do patrocinador ainda não pôde ser revelado.

O Londrina fez a sua estreia na Superliga na última temporada e contou apenas com o suporte da Sercomtel. O time tinha outro patrocinador, mas a empresa desistiu do investimento uma semana antes do início dos jogos, e saiu sem pagar nenhuma parcela. A dívida de R$ 400 mil surgiu após essa vazão.

Unir forças para conseguir uma equipe mais forte não é exclusividade da dupla Londrina e Blumenau neste ano. A Sky, patrocinadora do Pinheiros até a última temporada, se juntou ao Cimed para formar uma equipe com mais chances de título. O clube paulista acabou desistindo de participar da Superliga Masculina.