Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Los Angeles Clippers fecha patrocínio com aplicativo de namoro na NBA

Bumble é famoso por defender diversidade e igualdade de gênero

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 07/03/2018, às 07h49 - Atualizado às 10h49

Imagem Los Angeles Clippers fecha patrocínio com aplicativo de namoro na NBA

Foto: Reprodução / Twitter (@LAClippers)

O Los Angeles Clippers fechou um patrocínio no mínimo diferente para a atual e as próximas duas temporadas da NBA. O time acertou com o Bumble, famoso aplicativo de namoro que se baseia na localização de seus usuários. Com o acordo, a franquia se torna a 20a entre as 30 da NBA a estampar um patrocínio no canto superior esquerdo da regata de jogo.

De acordo com o contrato, a parceria será estendida às iniciativas comunitárias do time de Los Angeles, pois a franquia decidiu se referir ao Bumble como uma espécie de “emblema de capacitação”, com a promessa de investir na igualdade de gênero.

O Bumble, que conta atualmente com quase 30 milhões de usuários, é conhecido por ser um aplicativo de namoro que inovou ao colocar como regra que apenas a mulher pode iniciar uma conversa com alguém que tenha interesse. O homem não consegue. Com esse tipo de pensamento, o aplicativo viu no Clippers o parceiro ideal, já que a franquia é a única que tem uma mulher como executiva de operações comerciais em toda a NBA. No caso, Gillian Zucker.

“Através da liderança de Steve Ballmer (dono da franquia), o Clippers tem um compromisso claro com a diversidade e a igualdade de oportunidades. Desde nossos jogadores em quadra até nossa equipe de liderança, estamos orgulhosos de ficar com o Bumble e fazer a nossa parte para enfatizar que a diversidade e a igualdade de gênero no local de trabalho são essenciais para a excelência organizacional. A mensagem e a tecnologia de Bumble fornecem uma plataforma para mulheres em espaços novos e não tradicionais, e é importante para o Clippers que inovemos e alcancemos nossos fãs, onde quer que eles estejam”, declarou Zucker.

“Nunca antes uma grande equipe de esportes profissional se associou dessa maneira com uma marca feminina como o Bumble. É uma honra associar-se a uma organização tão progressiva e compassiva quanto o Clippers. Como nós, eles sabem gerar consciência da diversidade, e a igualdade de gênero é fundamental para o sucesso comercial”, afirmou Whitney Wolfe Herd, fundadora e CEO do Bumble.

O patrocínio fez sua estreia nesta terça-feira (6), na derrota do Los Angeles Clippers para o New Orleans Pelicans por 121 a 116. Com o resultado, o time de Los Angeles permaneceu na nona colocação da Conferência Oeste e ainda sonha com os playoffs.

A atual temporada é a primeira em que a NBA autorizou as franquias a estamparem patrocínios em suas camisas de jogo. Os valores da negociação do Clippers com o Bumble não foram revelados, mas os acordos têm ficado abaixo de 20 milhões de dólares por ano, dependendo de variáveis como tamanho de mercado e popularidade da equipe.

Segundo a imprensa norte-americana, o único que conseguiu 20 milhões de dólares por ano foi o atual campeão Golden State Warriors, que fechou com a Rakuten, mesma parceira do Barcelona, pouco antes do início da temporada.

Com o anúncio do patrocínio do Clippers, apenas dez franquias seguem sem fechar nenhum tipo de acordo.