Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

LZR ?tira? Adidas da natação alemã

LZR ?tira? Adidas da natação alemã

Redação em São Paulo - SP Publicado em 15/12/2008, às 17h00

A Adidas anunciou nesta segunda-feira o rompimento do contrato com a Federação Alemã de Natação (DSV, na sigla original). A decisão foi tomada após as constantes criticas dos nadadores do país à competitividade dos maiôs fornecidos pela fabricante, que comparavam os uniformes ao LZR Racer, da Speedo, que revolucionou a natação mundial neste ano. No entanto, o porta-voz da Adidas, Oliver Brueggen, rechaçou a hipótese de que o encerramento do contrato com a DSV seja o fim dos investimentos da empresa na natação, seguindo o exemplo da Nike, que anunciou sua retirada das águas em setembro deste ano pelo mesmo motivo. A informação contraria o que foi dito pela própria marca no fim de novembro. Irritada com a onda de maiôs tecnológicos, a Adidas afirmou que abandonaria a indústria da natação competitiva se não fossem criadas medidas para banir as peças high-techs das provas. Brueggen também disse que não há possibilidade de ?reconciliação? com a federação alemã devido aos acontecimentos recentes. Os protestos dos nadadores da Alemanha começaram nos Jogos Olímpicos de Pequim, quando a Speedo conquistou 89% de todas as medalhas possíveis e 94% dos ouros, com 23 dos 25 recordes mundiais batidos na ocasião, e se intensificaram na última semana, após a disputa do Campeonato Europeu em piscina curta, realizado na Croácia. Desenvolvido pela Nasa, o LZR é fabricado com costura a laser e, segundo o Instituto Francês de Biomédica e Epidemiologia do Esporte (IRMES), melhora em até 2% o desempenho dos atletas.