Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Manchester United assina contrato de R$ 2,8 bilhões e volta a vestir Adidas

Ingleses vão receber R$ 285 milhões por ano da marca alemã, 13 vezes mais do que ela paga ao Flamengo, e voltarão a ser clube mais rico do mundo

Rodrigo Capelo - São Paulo (SP) Publicado em 14/07/2014, às 12h08

Imagem Manchester United assina contrato de R$ 2,8 bilhões e volta a vestir Adidas

Após meses de especulações e de anunciar que não renovaria com a Nike, o Manchester United confirmou nesta segunda-feira (14) que terá a Adidas como fornecedora de materiais esportivos por dez anos, a contar a partir da temporada 2015/2016. O valor mínimo a ser recebido pelos ingleses é de £ 750 milhões durante todo o contrato, portanto £ 75 milhões por ano, equivalentes a R$ 2,8 bilhões por todo o período e R$ 285 milhões anuais. O clube é obrigado a revelar os números por ter capital aberto na bolsa de valores de Nova York.

Para que se tenha uma ideia, por um contrato também de dez anos a Adidas paga R$ 22 milhões em dinheiro ao Flamengo, entre patrocínios, repasse mínimo de royalties e verba para marketing, um valor que aumenta para R$ 27 milhões a partir de 2018. O Manchester United, portanto, recebe da Adidas 13 vezes mais do que o time carioca, dono do maior contrato de fornecimento de materiais esportivos do Brasil.

O Manchester, com o negócio, tende a voltar ao topo da lista de maiores receitas do futebol global, status que manteve na década de 2000. Real Madrid, Barcelona e Bayern de Munique faturaram mais do que os "diabos vermelhos" em 2012/2013. Além do novo contrato com a Adidas, provavelmente o mais lucrativo do mundo, o Manchester também possui o maior patrocínio, da General Motors, que estreia justamente em 2014/2015. Visto que os dois gigantes espanhóis andam estagnados nas receitas, o clube inglês deve voltar a ser o mais rico.

A parceria entre Manchester United e Adidas não é inédita. Ambos foram parceiros entre 1980 e 1992, um período não tão vitorioso, no qual conquistaram "apenas" três Copas da Inglaterra. A Adidas avança consideravelmente no futebol inglês com o acordo. Hoje, a marca veste Chelsea, Sunderland, Swansea City, West Bromwich e West Ham.