Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Marcas reciclam ideias às vésperas da Copa do Mundo

MasterCard e Snickers estão usando ativações já utilizadas por outras marcas

Duda Lopes - Boston (EUA) e Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 29/03/2018, às 07h58 - Atualizado às 10h58

Imagem Marcas reciclam ideias às vésperas da Copa do Mundo

A realização dos últimos jogos amistosos antes da Copa do Mundo parece ter ligado o radar das campanhas publicitárias pré-Mundial. E, na tentativa de se destacar em meio à enxurrada de ações, as marcas têm reciclado ideias que já foram sucesso no mercado antes de alguns megaeventos esportivos.

No domingo (25), a MasterCard pegou carona no evento que a Nike fez para lançar a camisa nova da seleção brasileira e também deu início à campanha para o Mundial. Tendo a seleção como propriedade, já que a concorrente Visa é a patrocinadora da Fifa, a marca de cartões de crédito manteve Pelé como garoto-propaganda e reciclou campanha feita pré-Jogos Olímpicos de 2016 pela marca de sabão em pó Ariel.

A MasterCard deixou uma grande bandeira do Brasil exposta na avenida Paulista, para que torcedores escrevessem mensagens de incentivo aos atletas do Brasil. A bandeira será entregue pré-Copa para o time, durante o período de concentração na Granja Comary. Em 2016, a Ariel entrou para o Guiness Book ao produzir a maior bandeira feita a partir de camisas doadas por torcedores. O material foi enviado ao Time Brasil, como forma de incentivar os atletas brasileiros nas Olimpíadas.

Foto: Reprodução

Na terça-feira (27), a marca de chocolate Snickers levou o ex-atacante Ronaldo, maior artilheiro do Brasil em Copas do Mundo, para "torcer" pela Argentina no amistoso contra a Espanha. Em suas redes sociais, o Fenômeno publicou fotos diretamente do Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid e palco do jogo. E, na quarta-feira (28), Ronaldo publicou o vídeo publicitário em que ele celebra um gol da Argentina assistindo a um jogo da TV.

Foto: Reprodução

A ação é parte da campanha "Você não é você quando está com fome". E o mote é muito similar ao que consagrou o Guaraná Antarctica em 2006, na segunda Copa do Mundo em que patrocinou a seleção brasileira. Na ocasião, o Guaraná desenvolveu um vídeo em que Diego Maradona estava perfilado cantando o hino do Brasil antes de entrar em campo ao lado de alguns atletas, como o próprio Ronaldo. O craque argentino acordava do pesadelo, lembrando que havia tomado "muito Guaraná".

"Ronaldo é um ídolo mundial e proporcionar ao público uma oportunidade de conhecê-lo de perto é algo inesquecível. Essa ação materializa um de nossos principais objetivos: oferecer experiências exclusivas aos consumidores e aproximar Snickers do público jovem e descontraído”, disse em nota Oduvaldo Viana, diretor de marketing da Mars Brasil e líder do projeto global.

De fato, o público-alvo da ação dificilmente era nascido quando Ronaldo e Maradona jogaram juntos no mesmo time.