Marketing do Coritiba evita focar ações em jogadores

Há alguns meses, o atacante Ariel gozava de prestígio entre torcida e diretoria no Coritiba. A boa fase fez com que o diretor de marketing, Roberto Pinto Júnior, cogitasse criar ações para estreitar a relação com o atleta. Hoje, em embate judicial, o argentino deseja deixar o clube e já diz publicamente que não possui mais nenhum vínculo empregatício com os paranaenses.

Essa situação revela estratégia aplicada pelo Coritiba no que diz respeito ao uso da imagem de determinados jogadores, prática disseminada entre outros grandes clubes brasileiros - Botafogo, com Maicosuel; Vasco, com Carlos Alberto; e Atlético-MG, com Diego Souza, são alguns exemplos. "Raramente trabalhamos forte com um atleta específico", afirma Pinto Júnior.

"Costumamos usar a imagem do jogador que estiver em melhor fase, em momento de mais identidade com o clube", explica o diretor de marketing. Até o início de 2010, Ariel se encaixava nesse perfil com os gols feitos com a camisa alviverde, mas essa posição também já foi ocupada pelo volante Leandro Donizete, segundo o dirigente.

Atualmente, o clube diminuiu a intensidade de ações em jogadores para aumentar a participação do sócio-torcedor. "Estamos em um momento no qual o associado é nosso garoto-propaganda", conta Pinto Júnior. Uma das ações que exemplifica essa mentalidade é a escolha da camisa que o Coritiba irá usar no restante de 2010, processo que teve colaboração intensa de torcedores e será definido em 8 de agosto.

Outra figura que deverá ser explorada é o estádio Couto Pereira. A punição imposta pela Confederação Brasileira de Futebo (CBF) devido aos atos de vandalismo ocorridos no fim de 2009 irá cessar e, também a partir do dia 8 de agosto, a arena voltará a ser usada com maior intensidade tanto pelo clube quanto pela diretoria de marketing.

Durante o período de inatividade, o clube paranaense aproveitou o estádio para realizar eventos religiosos, locação para fins específicos e partidas das categorias de base, além de amistosos como o que foi utilizado para o lançamento do uniforme do Coritiba, contra o Botafogo, em 1º de maio.