Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

MasterCard quer público "A" com Tennis Cup

A brasileira Maria Fernanda Alves, na edição de 2009

Duda Lopes em São Paulo - SP Publicado em 21/07/2010, às 18h00

Imagem MasterCard quer público "A" com Tennis Cup
A brasileira Maria Fernanda Alves, na edição de 2009 - Crédito Redação

A brasileira Maria Fernanda Alves, na edição de 2009 - Crédito Redação

A MasterCard patrocina a Tennis Cup há dez anos. Em 2010, no entanto, a empresa resolveu expandir seu aporte e se transformou na principal marca do torneio, inclusive com o seu direito de naming right. Com o novo contrato, a empresa pode usar os jogos para divulgar os seus planos para a classe A, maioria nas quadras, localizadas em Campos de Jordão, reduto da elite paulista.

Para o presidente da MasterCard, Gilberto Caldart, a empresa era, até então, uma coadjuvante na Tennis Cup: “Como patrocinador principal, podemos trazer todos os nossos parceiros e gerar experiências diferentes, únicas com eles. Podemos atuar de forma mais objetiva”. Caldart ressalta, também, o resultado mais evidente do novo contrato: a visibilidade. O torneio, com o nome de MasterCard Tennis Cup, terá transmissão da Band Sport.

O grande objetivo da empresa de cartões é divulgar o MasterCard Black durante os jogos. Os portadores desse serviço, destinado exclusivamente ao público de alta renda, poderão frequentar o Wine Bar, local reservado para degustação de vinhos e champagne. Além disso, poderão testar o PayPass, um cartão que não precisa ser checado no leitor de tarja magnética para compras de até R$ 50,00.

Para agradar o público mais rico, alguns confortos foram colocados na edição deste ano da Tennis Cup. Com o apoio da empresa que organiza o evento, a Try Sports, a quadra principal será modernizada para receber as partidas. A arquibancada recebeu cadeiras e terá também uma cobertura que protegerá o público do sol, uma crítica recorrente às edições anteriores. Apesar de o foco estar na elite, a entrada é gratuita.

Nas quadras, a premiação chega a US$ 100 mil, além da pontuação no ranking da WTA e da ATP. Neste ano, a atração está no brasileiro Ricardo Mello, mas a organização se orgulha dos nomes que já estiveram presentes no torneio, caso do argentino Juan Martin Del Potro, atual campeão do US Open. Pelo feminino, o destaque é a boliviana Maria Fernanda Alvarez, que defenderá seu título na Tennis Cup.