Mesmo na TV, Santo André rechaça aportes para final

Sportv e TV Globo não motivaram clube a buscar patrocínio

Sportv e TV Globo não motivaram clube a buscar patrocínio

A transmissão da final da primeira Liga de Basquete Feminino (LBF), entre Ourinhos e Santo André/Semasa, está garantida pelo menos em rede fechada, na Sportv. Há, ainda, a possibilidade de que trechos da decisão sejam exibidos em canal aberto, na TV Globo. Mas esse detalhe não motivou o Santo André a buscar patrocínio.

Atualmente, o clube é patrocinado pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa). O valor pago pelo órgão municipal, embora não seja revelado, é apontado tanto pela equipe, gerida pela prefeitura, quanto pelo próprio Semasa como "pequeno". Com a ocasião, aporte pontual poderia ser encontrado.

"Quando tem televisão no futebol, o pessoal quer aparecer e faz esses patrocínios, mas no basquete feminino não é assim", afirma Paulo Bastos Gomes, gerente de formação esportiva do departamento de esportes da prefeitura. Dessa maneira, a equipe segue sendo sustentada apenas com dinheiro público.

O Ourinhos, por sua vez, chega à final com oito patrocinadores e sete marcas estampadas no uniforme. Com Unimed, Colchões Castor, Faculdades Fio, GSP Loteamentos, Auto Viação Ourinhos Assis, And1 e prefeitura de Ourinhos, a equipe não teria espaço para encaixar pontual, segundo Júlio Henrique Barbin, presidente do clube.

Leia mais:

Com final definida, basquete feminino espera televisão

LBF chega à final, e clubes enfrentam dist"ncia