Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

México propõe candidatura conjunta de Tijuana e San Diego para Olimpíada-2024

Seguindo novas determinações do COI, país almeja ser sede de evento que já abrigou na Cidade do México, em 1968

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 23/12/2014, às 08h06 - Atualizado às 10h06

Imagem México propõe candidatura conjunta de Tijuana e San Diego para Olimpíada-2024

Carlos Padilla, em evendo do Comitê Olímpico Mexicano

O COM (Comitê Olímpico Mexicano) pretende postular uma candidatura conjunta com os Estados Unidos para voltar a ser sede de uma Olimpíada. A iniciativa vai ao encontro da estratégia proposta pelo presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Thomas Bach, de dividir a sede olímpica entre duas cidades, como forma de baratear os custos do evento.

“Com essas modificações [propostas pelo COI], acreditamos que seja viável. Já temos um projeto entre as cidades de Tijuana e San Diego, e possivelmente seria para a eleição para 2024”, afirmou Carlos Padilla, presidente do COM, referindo-se às cidades mexicana e norte-americana, que fazem fronteira.

O dirigente irá se reunir em janeiro com representantes da candidatura da cidade da Califórnia para tratar do tema. O COI fez renascer as aspirações olímpicas do México com a mudança de seu estatuto aprovadas neste mês. O país já foi sede olímpica em 1968, quando os Jogos aconteceram na Cidade do México.

Unidas, as duas cidades poderiam fortalecer suas candidaturas para os membros da Assembleia Geral do COI. Tijuana é a quinta maior cidade do México, com 1,4 milhão de habitantes. Já San Diego é a oitava mais populosa dos Estados Unidos, com 1,3 milhão de pessoas. Por enquanto, San Diego nem é candidata a representante oficial dos Estados Unidos para a eleição de 2024. Estão na disputa Los Angeles, San Francisco, Boston e Washington.

O COI decidirá a sede dos Jogos de 2024 em sua Assembleia Geral marcada para Lima, no Peru, em 2017. Outras cidades já apresentaram candidatura. É o caso de Roma, na Itália, que sediou o evento em 1960. A Alemanha deverá apresentar proposta com Berlim ou Hamburgo. Paris, Budapeste, Doha, Istambul e uma cidade sul-africana também deverão entrar na disputa que promete ser uma das mais acirradas dos últimos tempos.