Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

NFL quer reduzir intervalos do Super Bowl em 2020

Liga tem sido criticada por fãs por interromper os jogos por vezes demais

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 08/05/2019, às 07h47 - Atualizado às 10h47

Imagem NFL quer reduzir intervalos do Super Bowl em 2020

O intervalo comercial mais caro do mundo tornou-se um problema para a NFL. Executivos da liga de futebol americano negociam com a Fox a redução no número de intervalos comerciais a cada tempo de jogo do Super Bowl em 2020.

De acordo com a mídia americana, a ideia da NFL é fazer com que cada tempo da grande decisão da temporada tenha no máximo quatro paradas para comerciais de TV. A liga tem sido criticada por fazer muitos intervalos durante os jogos.

LEIA MAIS: Análise: Experiência do fã deve guiar o esporte

A ideia é fazer com que, assim, o torcedor fique mais ligado no jogo, sem precisar passar por tantas interrupções. A redução do número de intervalos, porém, seria "compensada" com o alongamento das pausas, permitindo que a Fox venda o mesmo número de comerciais durante a transmissão.

Foto: Reprodução / Twitter (@MBStadium)

Atualmente, a transmissão da temporada regular da NFL já é feita com apenas quatro intervalos durante os jogos. No Super Bowl, como há grande interesse das marcas em anunciar, as emissoras criaram uma pausa extra nas transmissões.

"Estamos orgulhosos de sermos pioneiros nesse esforço conjunto com a NFL", disse Seth Winter, vice-presidente executivo de publicidade do Fox Sports. Esse será o primeiro Super Bowl da empresa após a venda da Fox para a Disney. Nos EUA, o canal de esportes seguiu com a família Murdoch.

Em 2019, o Super Bowl gerou um mínimo de US$ 382 milhões para a rede CBS, que deteve os direitos de transmissão. A Fox deve comercializar cada intervalo de 30 segundos a US$ 5,5 milhões, cerca de US$ 200 mil a mais que a CBS em 2019.