Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Nike processa Reebok por vender produtos de Tebow

Redação Publicado em 29/03/2012, às 15h29

A principal negociação do mercado de atletas da liga profissional de futebol americano vai levar as empresas de material esportivo Nike e Reebok aos tribunais. As duas companhias brigam pelo direito de comercializar produtos com o nome e a imagem do quarterback Tim Tebow, que trocou o Denver Broncos pelo New York Jets.

A Reebok começou a vender na semana passada, assim que a mudança foi confirmada, camisas e produtos com o nome de Tebow, o número 15 e o logotipo dos Jets. Por isso, a Nike acionou judicialmente a companhia em Nova York.

No processo, a Nike diz que tem um acordo exclusivo com Tebow para o uso da imagem do atleta. A Reebok se baseia em um contrato com a associação que representa os jogadores da NFL (NFLPA), mas esse documento expirou no dia 1º de março, antes do quarterback migrar para Nova York.

O fim do vínculo entre Reebok e a NFLPA é parte de um processo de mudança na liga, que terá a Nike como fornecedora oficial de material esportivo a partir da próxima temporada. A antiga parceria foi autorizada a vender estoques de produtos.

O que a Nike diz é que a Reebok não podia usar o estoque antigo de camisas e produtos dos Jets para inserir o nome de Tebow. A nova parceira da NFL pede nos tribunais todos os lucros relacionados à imagem do atleta na última temporada.

Em nota oficial, a Reebok disse não ter intenção de entrar em nenhuma disputa judicial. Contudo, como ainda não tinha tido tempo de conhecer minuciosamente o processo, a empresa preferiu não emitir nenhum comentário além desse.

A Reebok já havia sido notificada no dia 23 de março para que retirasse de todos os varejistas as peças com o nome de Tebow e o logotipo dos Jets. Segundo a companhia, porém, os lojistas se recusaram e disseram que precisavam aproveitar a transferência do atleta para desovar estoque.