Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Nike vence concorrência, e será nova fornecedora de seleção chilena

Puma, parceira há 4 anos, despede-se de camisa de equipe na Copa América após concorrente assinar por 8 anos

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 28/04/2015, às 08h05 - Atualizado às 11h05

Imagem Nike vence concorrência, e será nova fornecedora de seleção chilena

Alexis Sánchez com a camisa da Puma, que se despede em agosto

A Nike assinou contrato de oito anos, e será a nova fornecedora de material esportivo do Chile, a partir de agosto. Com isso, a Puma irá se despedir oficialmente da camisa da seleção local na Copa América, que será disputada no próprio Chile, de 11 de junho a 4 de julho.

A entrada da Nike encerra um vínculo de quatro anos entre a federação chilena e a Puma. No dia 1º de abril, a entidade estabeleceu como data final para o recebimento de novas propostas, tanto de renovação como de outras empresas interessadas em estampar seu logo no uniforme da equipe.

Valorizada com a boa campanha na Copa do Mundo do Brasil, no ano passado, a federação chilena queria um aumento substancial do contrato que estava em poder Puma. A equipe fez boa campanha, eliminou a então campeã Espanha na primeira fase do Mundial, e só foi eliminada nas oitavas de final do torneio pela seleção brasileira. Por quatro anos de vínculo, a multinacional alemã pagou US$ 18 milhões à seleção de Alexis Sánchez e Arturo Vidal.

Além de Nike, Puma, Adidas e Under Armour também se mostraram interessadas no contrato. A vitória da multinacional com sede em Beaverton, no Oregon, teria oferecido US$ 30 milhões pelos próximos quatro anos.

Além da seleção, a Nike também irá vestir os árbitros e irá se tornar a bola oficial do Campeonato Chileno.