Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Octagon importa ferramenta para mensurar percepção de torcedor brasileiro

Agência divulgou primeira pesquisa do novo serviço com avaliação sobre o Campeonato Brasileiro

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 13/05/2015, às 09h03 - Atualizado às 12h03

Imagem Octagon importa ferramenta para mensurar percepção de torcedor brasileiro

A agência de marketing esportivo Octagon resolveu importar para o Brasil uma ferramenta usada nos Estados Unidos chamada “Passion Pulse”, que tenta entender melhor os fãs de esporte e, por consequência, passa um melhor parâmetro para as empresas que investem no segmento.

Em nota divulgada à imprensa, os executivos da Octagon explicaram a importância da ferramenta. “Queremos aprofundar nosso entendimento sobre o fã, comportamento, preferência, opiniões. Entendendo isso, conseguimos desenhar estratégias e ativações mais relevantes para nossos clientes”, afirmou Manoel Ferreira, gerente de estratégia da Octagon Brazil.

Para divulgar a Passion Pulse, a Octagon divulgou os resultados de uma primeira pesquisa, que envolveu 80 entrevistados. O tema escolhido foi o Campeonato Brasileiro, principal competição do futebol nacional.

Um dos dados relevantes levantados pela pesquisa foram as marcas mais associadas ao Campeonato Brasileiro. Brahma, Guaraná Antárctica, Vivo, Volkswagen, Sadia, Nike e Gillette foram as mais citadas; todas são patrocinadoras da seleção brasileira. A agência observou: “Isso sugere que a estrutura de patrocínios e divulgação do Brasileirão não é clara para os fãs”.

A presença da Volkswagen já indica essa confusão, em um torneio em que os patrocinadores se envolvem com placas de publicidade no gramado e nada mais. Desde o ano passado, o Campeonato Brasileiro mantém o title sponsor da Chevrolet.

Ainda sobre as percepções dos torcedores, há uma clara posição por mudanças: 60% acham que o torneio deveria se adequar ao calendário internacional, 92% apostam que uma liga de clubes seria benéfica ao futebol e 82% consideram que o preço do ingresso subiu mais do que a qualidade dos eventos. 

Confira o gráfico divulgado pela Octagon sobre o Campeonato Brasileiro: