Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Oposição some, e Palmeiras aprova arena

Oposição some, e Palmeiras aprova arena

Redação em São Paulo - SP Publicado em 01/06/2010, às 10h00

Em pleito realizado na noite da última segunda-feira, sem a presença da oposição, o Palmeiras reafirmou a construção de uma arena no espaço atualmente ocupado pelo estádio Palestra Itália. O projeto será tocado pela construtora WTorre, com orçamento de R$ 300 milhões, e a empresa terá direito de gestão do espaço por 30 anos. A primeira aprovação do projeto da arena aconteceu em julho de 2008. Naquela época, com 163 votos a favor, sete abstenções e três sufrágios contra, o conselho deliberativo do Palmeiras aceitou os termos para construção do novo estádio, cuja inauguração estava prevista para dezembro de 2010. A despeito de o projeto ter sido aprovado, porém, ele nunca teve unanimidade nos bastidores do clube. A situação ficou ainda mais flagrante quando o cenário político da equipe ficou mais esfacelado, desde o ano passado. Por conta disso, a WTorre chegou a veicular um vídeo na semana passada enaltecendo a import"ncia de o projeto ser aprovado. Na última segunda-feira, um grupo ligado à situação chegou a fazer manifestação na porta do Palmeiras para distribuir panfletos e pedir a ratificação do projeto. Internamente, a reunião do conselho teve discussões acaloradas e trocas de ofensas entre os dois grupos. No fim, a situação venceu por 126 votos favoráveis e dois contrários. A oposição, temendo prejuízo à imagem do grupo, retirou-se do pleito e ocasionou 101 abstenções.