Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Otro surge com time de craques para ser "Netflix do futebol"

Plataforma de vídeos curtos terá assinatura e chance de encontro com craques

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 02/12/2018, às 22h00 - Atualizado em 03/12/2018, às 12h00

Imagem Otro surge com time de craques para ser "Netflix do futebol"

A maior plataforma de mídia on-line do mundo do futebol acaba de ser lançada por um dos times mais estrelados da história. Otro é o nome do projeto que reunirá num único local craques da bola e do engajamento nas redes.

A proposta da Our Star Club, empresa inglesa por trás do projeto, é ambiciosa: criar um aplicativo em que alguns dos maiores astros do futebol coloquem conteúdos exclusivos e participem de experiências com os torcedores. Assim, ela cria o "outro time" do fã, o que justifica a utilização da palavra Otro (outro, em espanhol) para a empresa.

Zidane na filmagem do lançamento da Otro. Foto: Divulgação

Sem precisar do intermédio de clubes e imprensa para a geração do conteúdo, o dinheiro arrecadado com os torcedores reverte diretamente para a plataforma, que conta com um time de craques consagrados somando 850 milhões de seguidores nas redes sociais.

O aplicativo conta com Eric Cantona, David Beckham e Zinedine Zidane, ícones das décadas de 90 e 2000. Tem também algumas das maiores estrelas da atualidade, como Messi, Neymar e Suárez. Atletas relevantes nas redes como David Luiz e Boateng. E ainda traz jovens astros, como Dybala, Dele Alli, Lukaku, Gabriel Jesus, James Rodríguez e Isco. Até o futebol feminino está representado por Lieke Martens e Toni Duggan.

"Nossa proposta é criar algo novo para os torcedores. Não é mais só os lances de gols. É um projeto global, com um alcance global", afirmou Jeremy Dale, CEO da Otro, em entrevista exclusiva à Máquina do Esporte seis horas antes do lançamento da plataforma.

A ideia é fazer com que a plataforma tenha conteúdos abertos e, também, alguns que serão exclusivos para assinantes. No Brasil, o custo da Otro é de R$ 9,90 por mês. Mundialmente, a assinatura é de US$ 3,99 (cerca de R$ 15). Além do acesso ao material, os fãs poderão ganhar prêmios e participar de experiências com os craques da plataforma.

O preço mais em conta para o mercado brasileiro é parte da estratégia da Otro para somar novos clientes. Em países de menor poder aquisitivo, o preço médio da assinatura será de US$ 2,50.

LEIA MAIS: Entrevista com Jeremy Dale, CEO da Otro

O pré-lançamento da Otro veio por meio de posts no Instagram com fotos dos ícones que são os sócios-fundadores do projeto. Em dois dias, mais de 230 mil pessoas se uniram à plataforma, que foi lançada à 0h desta segunda-feira (3) na Inglaterra, 22h do domingo (2), no Brasil.

O projeto é uma espécie de evolução do "The Players' Tribune", site elaborado pelo ex-jogador americano de beisebol Derek Jeter. A ideia de Jeter foi criar um local para atletas de todas as modalidades exporem a sua versão da história. A Otro trará conteúdo produzido pelos atletas sobre diversos assuntos e ampliará a oferta de relacionamento direto dos fãs com eles, o que pode gerar mais dinheiro para o aplicativo.

"Nós criamos a Otro para ser uma comunidade na qual membros e jogadores se conectam de forma direta. Esses jogadores são os membros fundadores da Otro e, agora, eles convidam seus fãs para ingressarem em seu outro clube", explicou Dale.

Entre os produtos do lançamento está um bate-papo entre Beckham e Neymar, que fará parte do pacote de séries originais produzidas pela plataforma. Nela, o executivo relata uma história engraçada que gerou até mesmo um "pré-contrato" entre os dois.

"Na conversa entre eles, o Beckham entregou um papel em branco e pediu para o Neymar assinar, dizendo que seria um contrato dele com o Miami para daqui a dez anos. Então o Neymar começou a chamar o Beckham de 'meu presidente'. Foi algo simplesmente incrível".

Ao todo, a Otro terá três diferentes seções de conteúdo: séries originais, curtas com detalhes da vida dos jogadores e bastidores filmados pelos próprios atletas. Um desses conteúdos é um jogo de sinuca em que Gabriel Jesus foi derrotado pela própria mãe, que não economizou na comemoração.